O episódio de hoje traz entrevistas com um urologista, um geriatra e um escritor.  É apresentado pelas jornalistas Bell Kranz e Mari-Jô Zilveti. A edição de áudio é por conta de Alandson Silva. O design gráfico está nas mãos de Paulo Labriola.

__________________________________________________________________________________

Desde jovem, o homem confere uma importância enorme ao seu pênis. Quando entra na faixa dos 50 anos de idade, ele começa a notar sinais de mudança na performance do órgão – a seu ver, nada satisfatórias. As alterações ocorrem na ereção, que vai mudando cada vez mais com o tempo comparada àquela potência toda da juventude.

   
Dois especialistas médicos, um urologista e um geriatra, explicam o que acontece com o homem, esse ser tão genitalizado, durante o envelhecimento e como superar os novos desafios na vida sexual. Nosso terceiro convidado especial é o escritor e colunista Xico Sá, famoso pelo seu humor e por transitar com sucesso no universo feminino.    
“Duas coisas  são um termômetro total: a ressaca e a atividade sexual. O homem segue querendo ser aquele moleque de 20 anos. E com todas aquelas piruetas. Acha que sexo é circo é Cirque de Soleil. E não é.”    
Para o urologista, Roberto Vaz Juliano, diretor da Sociedade Brasileira de Urologia de São Paulo e professor da Faculdade de Medicina do ABC, nesse sentido o homem tem o que aprender com a mulher, já que ela se vale de outras fontes de prazer, como o tato e o cheiro, além da vagina, enquanto o foco do homem se mantém no pênis.    
Cabe acrescentar ainda que a disfunção erétil em geral mascara um problema fisiológico, afirma Juliano.    
“Para ter uma ideia, 30% das pessoas que têm insuficiência coronária têm algum problema de ereção.”    
O envelhecimento, porém, não impede uma vida sexual satisfatória.    
Como afirma o geriatra e vice-presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Mauricio Ventura, manter uma vida saudável ajuda a ter uma vida sexual plena.    
“Dá para manter atividade sexual para o homem que fuma quatro maços de cigarro por dia ou bebe meia garrafa de uísque por dia? Vou falar que não.”    
O problema da ereção foi parcialmente resolvido pela indústria farmacológica com o surgimento da popularmente conhecida “pílula azul”, ou Viagra. Há também outros vaso-dilatadores, como o Cialis e o Levitra. São indicados também nos casos do homem que toma medicamentos que interferem com a libido e a ereção, como antidepressivos e anti-hipertensivos.    
 

e

2 comments on Episódio 2 – Pênis acima dos 50

  1. Niobe Maria Rodrigues da Cunha disse:

    adorei meninas……Vinicius de Moraes uma vez foi questionado sobre performance sexual com a chegada da idade e disse que enquanto eu tiver lingua e dedo, mulher não me mete medo

    1. matusa disse:

      Niobe querida. É por aí mesmo. Heheheh

Deixe uma resposta para matusa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *